Notícias

Construção Civil

Desoneração da folha provoca renúncia de R$ 9 bi na Previdência

Quinta, 23 Janeiro, 2014


A conta da desoneração da contribuição previdenciária sobre a folha de pagamento chegou a R$ 9 bilhões em 2013, segundo dados obtidos pelo Estado. Além disso, a defasagem de quatro meses para a compensação do alívio tributário ao caixa da Previdência provocou um impacto de R$ 1,6 bilhão ao resultado da Previdência no ano passado.

O sistema criado pelo governo para compensar a Previdência ajudou a elevar o rombo do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) a R$ 49,9 bilhões. Os números devem ser anunciados pelo governo nesta semana.

No fim de 2011, o governo permitiu às empresas trocar a contribuição patronal de 20% sobre a folha de salários pelo pagamento de 1% a 2% sobre a receita bruta. Uma portaria conjunta, editada em março de 2013, instituiu a forma de apuração e repasse do valor da compensação devida pela União ao fundo do RGPS com um . A compensação ...


Leia mais...





Crédito deve assegurar fôlego na construção

Quarta, 11 Dezembro, 2013


A contração do PIB no terceiro trimestre (-0,5%) foi em boa parte causada pela queda de 2,2% no investimento.
Nada indica que este se recuperará significativamente no quarto trimestre. Ainda assim, 2013 deve ser espetacular para o investimento, que deve aumentar cerca de 6,5%.

O IBGE não abre os resultados trimestrais em investimentos em bens de capital e em construção, mas pode-se inferir que caíram no terceiro trimestre. A construção, em 0,3%, a absorção de bens de capital, em 3,8%. Um desempenho ruim, mas que precisa ser colocado em perspectiva.

Na comparação com o terceiro trimestre de 2012, o investimento aumentou 7,3%, com alta de 2,4% na construção e de cerca de 12% na absorção de bens de capital.

A alta interanual da construção se deve em grande parte à expansão do crédito imobiliário, cujo saldo subiu 1,5% do PIB (26% em termos reais) entre setembro de 2012 e o ...


Leia mais...





Construtoras pagavam mesada para quadrilha do ISS por tratamento vip.

Terça, 12 Novembro, 2013


O depoimento da "Testemunha X1" foi colhido pelo promotor Roberto Victor Anelli Bodini na tarde do dia 14 de agosto. Trata-se de um construtor de imóveis, no mercado há pelo menos 20 anos. Ele afirma que a quadrilha focava nos grandes empreendimentos. "Quando um particular construía um pequeno sobrado não era assediado pelos fiscais e simplesmente tinha de esperar o prazo necessário para a regularização", disse a testemunha em depoimento ao MPE.

Ele não cita o valor mensal do pagamento. Quando assinou acordo de delação premiada, o fiscal Luis Alexandre Cardoso Magalhães afirmou à promotoria que cada fiscal conseguia tirar até R$ 70 mil por semana trabalhando na liberação dos imóveis na capital.

Segundo o depoimento, "o esquema de recolhimento de propina operava livremente" entre 2006 e 2010. Embora empresas obtivessem vantagem com o esquema, conseguindo pagar um valor de propina que chegava a até metade do imposto ...
Leia mais...





Complexo permitirá transporte de 20 milhões de ton, diz ALL

Terça, 24 Setembro, 2013


A afirmação foi feita durante a expansão de 260 quilômetros da sua malha ferroviária no maior corredor de exportação de grãos do país

São Paulo - O diretor presidente da América Latina Logística (ALL), Alexandre Santoro, disse que a companhia vai abrigar 20 empresas que vão transportar 20 milhões de toneladas no ano. A afirmação foi feita durante inauguração, nesta quinta-feira, 19, de seu terminal no Complexo Intermodal de Rondonópolis (MT) e a expansão de 260 quilômetros da sua malha ferroviária no maior corredor de exportação de grãos do País, desde o Mato Grosso até o Porto de Santos.

A ALL investiu R$ 880 milhões na construção da linha de Alto Araguaia até Rondonópolis e em um terminal da empresa dentro do complexo, obra que integra o Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), do governo federal.
 
O complexo tem 385,10 hectares de área, o equivalente ...
Leia mais...





Governo retoma nesta quarta programa de privatização de rodovias

Quarta, 18 Setembro, 2013


Oito grupos disputam concessão de trecho da BR-050 (GO-MG). Pacote de leilões é aposta de Dilma para elevar investimento e PIB.
 
Em meio a dúvidas sobre o sucesso do seu Programa de Investimento em Logística (PIL), o governo retoma nesta quarta-feira (18) o programa de privatização de rodovias federais com o leilão de trecho da BR-050, entre Goiás e Minas Gerais. A abertura dos envelopes com as propostas dos oitos grupos na disputa está marcada para acontecer a partir das 10h, na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa).
 
O leilão desta quarta será o primeiro de uma série que, nos próximos meses, deve entregar para controle da iniciativa privada um total de 7,5 mil quilômetros de rodovias e mais de 10 mil quilômetros de ferrovias.
 
Lançado pelo governo federal em agosto do ano passado, o programa de concessões de rodovias e ferrovias integra um pacote de ...

Leia mais...






CATEGORIAS



ÚLTIMAS NOTÍCIAS



ARQUIVO



PESQUISA




RSS



© 2012 A Pecuarista Terraplanagem. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento e Hospedagem